dia-a-dia

A maratona de episódios

terça-feira, janeiro 16, 2018

Querem saber o que é que eu e o namorado fizemos neste domingo passado? Uma maratona. Aquilo é que foi perder calorias (ah! ah! ah!)...
Bem, o namorado sempre que vê uma série nova que está para dar na tv põe aquilo a gravar e sempre que podemos pomos a nossa cultura, nesse campo, atualizada.
Este domingo à tarde, não fizemos mais nada. A não ser parar para lanchar. Foi o nosso intervalo. Depois voltamos ao "exercício".
A série de momento é The Gifted. Alguém já viu? Ou também está a ver?

(Imagem: internet)

Que série é esta? Eu conto-vos. É uma série americana criada por Matt Nix baseada em propriedades dos X-Men da Marvel Comics. No fundo a história é sobre dois pais comuns, que começam a fugir do governo após descobrirem as habilidades mutantes de seus filhos através da ajuda de outros mutantes. O mundo divide-se em dois tipos de pessoas: os mutantes que tem poderes de vários tipos; e as pessoas comuns. Um pai, advogado, que faz de tudo para proteger a família, sobretudo os filhos, daquilo pelo qual sempre defendeu e protegeu. Uma vida banal que de um dia para outro muda radicalmente. Percebem como é estar do outro lado. Os mutantes que exerçam os seus poderes para atingir ou fazer mal a outras pessoas são perseguidos por membros do governo e neutralizados. O problema é que por  uns pagam os outros e assim começa uma guerra com vários interesses pelo meio.
Os episódios são viciantes. Pelo menos para mim são. Mal acaba um quero logo o seguinte para ver o que acontece. Em cada um, há sempre desenvolvimentos e verdades que vêm ao de cima. É uma série que prende a pessoa ao minuto. 

dia-a-dia

Globos de Ouro 2018 - Hollywood - Também quero ser princesa!

sexta-feira, janeiro 12, 2018

Está a faltar o meu top 3 daqueles que eu mais gostei e que eu acho que são dignos de  uma princesa. Que é o que eu estou sempre a dizer: "Eu nasci para ser princesa e não gata borralheira!" (ahahah). Mas ninguém me dá ouvidos... E como tal, se fosse a uma gala destas bem que um destes vestidos poderia ser uma das minhas escolhas.

1. Dakota Johnson - Vestido Gucci: Quando vi este vestido apenas vi a parte da frente e fiquei cativada.Talvez pela simplicidade. Acho que quanto mais simples mais bonito se torna. Mas também acho que há pequenos pormenores que fazem toda a diferença. Não precisa de ter todo o tipo de coisas. Apenas bastam ter as coisas certas no sitio certo. E quando vi a parte de traz deste vestido então...fiquei rendida e apaixonada. É mágico. Com ele eu seria mesmo uma princesa. Assentava-me que nem uma luva!


dia-a-dia

Globos de Ouro 2018 - Hollywood - Com isto ninguém vai reparar em mim...

quinta-feira, janeiro 11, 2018

Confesso que só hoje (sim só hoje!) consegui parar um pouquito e dedicar-me à cusquice do que se passou na gala dos globos de ouro 2018 lá em Hollywood. Apenas ainda tinha visto só de passagem o discurso da Oprah que tanto circulou pelas redes sociais. Bem, mas só agora consegui ver os modelitos que passaram na tão famosa passadeira vermelha. E nisto cada um tem os seus gostos. O que para mim é bonito para ti pode não ser e vice-versa. E embora muitas pessoas tenham optado por usar o preto como forma de protesto contra o assédio sexual, eu diria que há para todos os gostos acho eu. Vai do 8 ao 80. 
Aqueles que vou mostrar aqui são os que me chamaram à atenção, pela negativa ou positiva. Comecemos pelos piores do top 3:

1. Blanca Blanco - Vestido Atria Clothing: Esta ganha o globo de ouro do vestido mais horrendo. E atenção não é pela cor. É o corte ou o não corte. Parece daquelas coisas feitas à pressão sem forma e feitio. Penso até que favorece em nada a pessoa. Agora pergunto: o que estava na cabeça dela quando decidiu sair assim?


dia-a-dia

Oprah e o trumpesito

quarta-feira, janeiro 10, 2018

Depois do maravilhoso discurso da Oprah Winfrey nos Globos de Ouro de 2018, comenta-se por aí na sua possível candidatura à Presidência dos EUA. O Trump, que já se viu que não tem problemas de dizer o que quer e lhe apetece, com ar da sua graça (pensa ele que tem muita e que é zero) vem dizer, a cerca desses "boatos" - "Sim, eu iria vencer à Oprah. Seria muito divertido.". 
Este homem acha-se a ultima bolacha do pacote só pode. Consegue ser ridículo em tudo o que fala. Se fosse mudo não se perdia nada.
Pois, oh "amiguinho" se fosse a ti não subestimava uma mulher poderosa como a Oprah. E agora eu, é que até achava bonito ela candidatar-se. Ia gostar de ver a tua cara de derrotado. Desculpa, mas não ia ter qualquer tipo de sentimento pela tua perda.

(imagem: observador.pt)